Skip to main content
Como parar o rastreamento de emails recebidos

Como parar o rastreamento de emails recebidos

Sim, os emails que você está recebendo na sua caixa de entrada no Gmail, Yahoo Mail, Hotmail, os emails do Bol, Terra, IG Mail e muitos outros servidores são rastreados e você vai saber como parar todos os tipos de rastreamento.

Nós listaremos algumas coisas que você pode pensar na próxima vez que verificar seu email: é provável que pelo menos metade das suas mensagens sejam rastreadas pelos remetentes dos emails para monitorar a taxa de abertura e outras métricas.

Quantas vezes você abre uma mensagem, a hora do dia e até em qual cidade você está localizado, o próprio ato de ler um email pode enviar uma quantidade surpreendente de dados de volta ao remetente, mesmo que você nunca responda o email de volta.

Rastreamento de emails.

Como parar rastreamento dos emails recebidos

Esse fato inquietante foi recentemente trazido de volta aos holofotes, graças a uma startup de email muito popular chamada Superhuman.

O software de email somente para convidados, custa de US$ 30 ao mês, o serviço é amado pelos VCs do Vale do Silício e adeptos da “caixa de entrada zero“, e se tornou tão popular que existe atualmente uma lista de espera com mais de 250.000 pessoas.

Aplicativo de email para rastreamento.

O aplicativo de email permite originalmente que seus usuários consigam rastrear quem está abrindo seus emails por padrão. O recurso, que Superhuman apelidou de “recibos de leitura”, permite que remetentes vejam exatamente quando suas mensagens são abertas, que tipo de destinatários e que dispositivos estão usando e onde estão.

E, diferentemente, digamos, dos recibos de leitura do iMessage, que são ativados, o recurso de Superhuman é ativado por padrão então não tem mito o que o destinatário fazer.

Depois de muitas críticas de pessoas influentes do mercado, a Superhuman informou que iria atualizar seu software de modo que a “confirmação de leitura” não seria mais habilitada por padrão e informações de localização seriam removidos do serviço.

Mas o fato é que a Superhuman está longe de ser a única empresa que estuda silenciosamente seus hábitos de email. Embora seja relativamente incomum uma plataforma de email oferecer esse nível de rastreamento por padrão, é incrivelmente fácil incorporar um software ou aplicativo de rastreamento em qualquer email.

O que é rastreamento de pixels?

A maioria dos programas de rastreamento de email usa algo chamado rastreamento de pixels.

Veja como a empresa de marketing por email SendGrid explica sua versão do recurso de rastreio de email:

O rastreamento de email aberto adiciona uma imagem invisível de um pixel no final do email, que pode rastrear as aberturas de email. Se o destinatário do email tiver imagens ativadas em seu cliente de email e uma solicitação ao servidor do SendGrid para a imagem invisível for executada, um evento aberto será registrado.

Portanto, quando uma dessas imagens “invisíveis” é adicionada a um email, a pessoa que a enviou pode acompanhar a frequência com que você abre a mensagem. Também é comum rastrear se você clica ou não em algum link no email.

O que é rastreamento de pixels?

Os profissionais de marketing adoram esse tipo de ferramenta por razões óbvias, mas existem muitas ferramentas semelhantes por aí que qualquer pessoa pode começar a usar.

Mas o fato de ser comum não o torna menos assustador ou menos invasivo à privacidade.

E embora você possa esperar essas táticas dos profissionais de marketing por email, há algo ainda mais preocupante quando você considera as implicações das pessoas que as usam em suas vidas pessoais.

O rastreamento de email pode, em alguns casos, representar um risco de segurança para as pessoas que não percebem que estão sendo rastreadas, apenas abrindo a caixa de entrada pode haver outras coisas por detrás destas ações.

Felizmente, existem algumas maneiras de bloquear esse tipo de rastreamento sem ignorar completamente seus emails.

Bloqueio de imagens rastreáveis.

Uma das maneiras mais simples de impedir que o software de rastreamento de email funcione é impedir a exibição de imagens por padrão. Essa é uma configuração que você pode ativar em quase todos os serviços de e-mail., embora você deva observar que isso significa que carregar imagens no seu email exigirá um clique extra.

No Gmail, clique na engrenagem de configurações para abrir suas preferências de e-mail. Na guia > “geral“, role para baixo até as imagens e marque a caixa > “Perguntar antes de exibir imagens externas“.

Role até a parte inferior da página e clique em > “salvar alterações“.

Se você usar um provedor de email que não seja do Gmail, poderá encontrar uma configuração semelhante.

Basta procurar algo que diga algo como > “perguntar antes de exibir imagens externas“.

Também é importante observar que, se você usar um cliente de email de terceiros, como uma conta do Outlook ou o aplicativo Mail da Apple, para verificar seu email, precisará habilitar essa configuração também no aplicativo de email.

Novamente, você normalmente pode fazer isso nas configurações do aplicativo.

No aplicativo Mail da Apple para iOS, você pode desativar as imagens acessando o aplicativo Configurações principal, selecionando > “Correio” e rolando para baixo para > “carregar imagens remotas“.

Acompanhe os rastreadores de email.

Se mexer nas configurações de e-mail é muito inconveniente ou você fica mais curioso sobre quem pode estar acompanhando a frequência com que lê seus e-mails, há outra opção disponível também.

Existem várias extensões de navegador que também bloquearão os pixels de rastreamento, alertando você sobre quais emails contêm rastreadores.

Chrome – o PixelBlock é uma extensão simples do Chrome que impede o carregamento de imagens e exibe um olho vermelho na parte superior das mensagens quando ele detecta um rastreador.

Em outra extensão para o Chrome, o Ugly Email, alerta você sobre a presença de possíveis rastreadores em sua caixa de entrada antes mesmo de você abrir uma mensagem.

Firefox – da mesma forma, o Trocker, disponível para Chrome e Firefox, mostrará rastreadores de pixels e identificará os links que estão sendo rastreados.

Mesmo com extensões bem criadas, alguns rastreadores ainda podem escapar do bloqueio, mas tendem a ser bastante hábeis em identificar rastreios mais óbvios.

Por existir recursos como esses é uma demonstração bastante reveladora do quão comum é o rastreamento de email nos dias atuais.

Consulte mais informações: